Quatro décadas transformando vidas

Quatro décadas transformando vidas

Em 1979 a avenida dos Tarumãs era o limite de Sinop. Dela em direção a Cuiabá só se via mato. Em direção ao centro da cidade tinham algumas casas em meio ao barro nas ruas inacabadas. Foi na esquina da avenida com a rua das Orquídeas que os médicos Jorge Yanai e Astrogildo Oliveira decidiram construir o Hospital e Maternidade Dois Pinheiros, que hoje é referência para a região Norte de Mato Grosso.

Jorge Yanai conta que não via dificuldades em construir um hospital em uma área ainda desabitada. Enxergava o futuro e esperava o desenvolvimento da cidade.

“Quando conheci Sinop vi um potencial enorme e decidi investir aqui. Só que a cidade estava em formação e tive que usar um estratagema para convencer minha esposa vir. Peguei uma foto de Campo Grande e disse que era Sinop. Ela gostou e veio. Levou um susto, mas não se arrependeu”, lembra bem humorado.

Outra história real que parece anedótica foi em relação à doação do terreno para a construção do Hospital Dois Pinheiros. Segundo Yanai, o colonizador, Ênio Pipino, ficou espantado com o pedido.

“Seu Ênio me pediu que espaço eu precisava para construir o hospital. Disse que uma quadra era o suficiente. Ele se espantou com o pedido. É que eu não sabia que se tratava de uma super quadra como são todas aqui em Sinop”, explica.

O fato é que a área foi doada. O Hospital Dois Pinheiros foi construído, foi o primeiro a atender pelo INAMPS em 1981 (atual SUS) e já contribuiu para melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas.

“Já fizemos mais de 22 mil partos no Hospital Dois Pinheiros. É uma parte considerável de ‘filhos’ que temos em uma cidade com 115 mil habitantes. São coisas como essas que nos enchem de orgulho e que nos dão motivação para melhorarmos sempre”, finaliza o diretor técnico, Douglas Yanai.